Política de Turismo Responsável

Visão, Missão e Valores

Turismo Sustentável

A Porta Azul esta consciente da importância de manter um desenvolvimento turístico sustentável, e assumindo os princípios adotados especificamente na Carta Mundial de Turismo Sustentável, a Porta Azul compromete-se a levar a cabo uma gestão sustentável das suas atividades, mediante a adoção de compromissos orientados a prevenir, eliminar ou reduzir o impacto das nossas instalações e atividades, tanto internas como externas, assim como otimizar a sustentabilidade do estabelecimento melhorando o seu comportamento para com o ambiente.

Com esse propósito, a Porta Azul adotou a seguinte política de turismo responsável, mediante a qual se compromete a cumprir com os requisitos estabelecidos no referencial Biosphere Hotel, que inclui, entre outras coisas, os requisitos legais que regulam os efeitos gerados pela atividade turística.

Visão

Ser uma Guest House de referência a nível nacional, prestar um serviço de excelência e disponibilizar o conforto perfeito para que os nossos hóspedes se sintam em casa.

Missão

Conceber, construir e gerir a marca de hotelaria/ hospedagem garantindo um serviço de qualidade, que se traduz na proximidade com os nossos hóspedes, a simpatia e hospitalidade dos nossos colaboradores, bem como a utilização de produtos de excelência.

Valorizar sempre os princípios da sustentabilidade a nível social, económico e ambiental.

Promover a região norte, nomeadamente o Porto, como um destino apelativo, moderno e histórico.

Valores

Os valores pelos quais nos regemos são os seguintes:

  • Excelência,
  • Diferenciação,
  • Sustentabilidade,
  • Responsabilidade,
  • Criatividade,
  • Hospitalidade,
  • Equipa,
  • Lealdade,
  • Diversão,
  • Respeito e valorização pelo património e comunidade local

A Política de Turismo Responsável é ativa pelo que sempre que as circunstâncias o exijam, será atualizada adotando e publicando novos objetivos de sustentabilidade.

Uma casa de Partilha.

Queremos é que aqueles que nos visitam sintam, no mínimo, que estão em casa longe de casa.